Mãos

[Lara Goulart, 21 anos; Redatora chefe do Projeto e estudante de Psicologia]

|Texto revisado por Isabel|


“Minhas mãos se seguram porque nenhuma outra suportou fazê-lo”

Algumas vezes me afastei da ajuda que me foi oferecida. Outras, escolhi não aceitar. Mas muitas e muitas, olhei para o lado sem ter escolha que não juntar a trouxa de pertences e vagar pelo mundo só. Eu, a natureza à minha volta e a minha natureza, também. Essa que é aguentar, acolher, cuidar e curar. Essa que é minha saída para mim mesma, minha força e minha esperança. O mundo sempre dói, a solidão nos incomoda e o acolhimento às vezes é uma ação de ume só, de um ser para consigo. Consegui me acolher e, por isso, consigo hoje suportar a mim mesma e me permitir companhia.





Quantas vezes para você o acolhimento foi uma questão pessoal? É importante ter um núcleo de apoio, mas você ainda consegue sentir que acolhe a si mesme quando precisa?




3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Abraço