Continuar a nadar, mesmo?

[Lara Goulart, 20 anos; Redatora chefe do Projeto e estudante de Psicologia.]


[Rabisco feito por Lara Goulart, 2020. Descrição da imagem: O fundo é marrom e a região central é azul, imitando um mar. Numa estrutura diagonal e descendente, está escrito "nada, nada... e nada". No centro da imagem, há o desenho de uma pessoa, toda preta, nadando.]


a solidão

correnteza

carrega devagar

eu que

me deixo levar

dizem:

nada!

sigo nadando

ao que parece

eterno

e

nada.

Quando a solidão chega por aí, você se sente carregade devagar até de repente encontrar-se perdide sem terra à vista? Conta aqui nos comentários se você se identificou com essa sensação de vazio.

E, se sim, calma. Estamos juntes.




8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

quarto