Letrinhas

[Maria Júlia Figueiredo, 20 anos, mulher, branca, cis,; estudante de serviço social; administradora do projeto e responsável pelo núcleo de design]

|Texto revisado por Lara Goulart |


Escrevi, escrevi essa linha e as outras. Se algo te diz, escreva daí!


Começo com letrinhas perdidas e algumas frases se formam

Vem uma,

Duas,

Três frases!

Letrinhas desengonçadas e pouco formadas

O lápis dança e com receio de errar o passo, a borracha corrige

Com isso aprendi outra frase,

Agora sei usar caneta e com várias cores,

Amarelo,

Azul,

Verde,

Para quem só brincava com palavras hoje as cores parecem dar sentido

Pode doer,

Machucar,

Libertar.

Agora com cores, fico mais animada para escrever.

Escrever o que sinto,

O que penso,

O que você lê.

Tento traduzir todas as interpretações, ou quase todas

Afinal, esse mundo de palavras me é infinito

E quando elas não falam por si,

Deixo meu corpo falar.


Com essas letrinhas em conjunto escrevo o que vem, passa e fica. Espero que escreva, exponha, jogue para o mundo o que diz daí. Por aqui termino, mais uma frase se foi.

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo