Nossas memórias

[Isabel Mariano Nunes, 20 anos]

|Texto revisado por Ana Lua|


Lembranças me perseguem no passar da vida, lembranças de um amor passado, que só não passou aqui dentro de mim.


Visitei algumas memórias nossas

Beijo com gosto de desejo

Abraço que acalenta a alma


O amor é universal

Eu sei

Só que teu amor foi tão singular

Encaixou com perfeição

Nesse peito meu


Com o passar do tempo

Esqueci quão frívolo

Teu amor

Torna-se-ia


Não sei explicar o porquê

Mas perambulei por aí

Com lembranças de teu amor

Um dia ardente


Ai que saudade

De quando sentia

Só de te olhar

A imensidão de seu amor por mim

E aí, o que achou? Tem amores que ficam na memória, não é mesmo? Conta aí o que sentiu lendo esse meu poema e quais lembranças te marcaram.


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Rio

Lembrança

Sem medo pedia coisas à noite, quero ser grande, quero ser independente, desse jeito, com coragem e vontade para criar.

Tempo