Sem arte, nada seria!

[Isabel Mariano Nunes, 20 anos]


Apenas um relato pessoal de como a arte me salvou em tempos de pandemia.

[Imagem tirada por Isabel Mariano, 20 anos (ig: @isabel_mariano). A Modelo da imagem é Isabel Mariano. Na imagem, há uma mulher morena de cabelos curtos e pretos mostrando seus olhos. O olhar é sempre algo cativante, então a fotógrafa decidiu usar essa imagem como um complemento para o poema]

Não sei dizer quando tudo isto aconteceu

Sendo sincera, custo acreditar que tudo isto de fato aconteceu

Também não sei dizer quando tudo terminará


O que sei é bem simples...

Sem arte, nada seria!

Neste mundo desordenado

O que pôs ordem foi a arte

E sua infinidade de possibilidades


Parando para pensar, pergunto-me:

Quanto tempo seu dia

De fato seria

Sem tudo o que a arte te proporciona?


Meu dias

Com certeza

Seriam um borrão sem fim

Impedindo-me de ver além

Das grades de minha janela


Sabe quantas pessoas conheci

Quantos lugares visitei

Quantas histórias foram-me contadas

No pequeno espaço do meu quarto?


São tempos difíceis

Eu sei

Mas a arte, apenas sendo arte

Auxilia-me a esquecer que vivo de fato num mundo assim…

Acho que nem saberia descrever que mundo é esse em que vivo


Mas o que sei é bem simples:

Sem arte, nada seria!

E aí, o que achou desse poema? Você se identificou com o que eu senti e escrevi? Comenta aqui suas reflexões!

Gostou desse texto? Leia outro da autora aqui.


13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

E se...

A Bolha