Sobre solidão

[Juliana Veríssimo, 18 anos, cis, branca, estudante de Administração, verissimo.juh IG]


O sentimento de solidão me fez imaginar como seria se eu morasse sozinha depois de um dia não muito bom.


Sempre que imagino-me morando sozinha, vejo-me com um gato e uma estante de livros, sendo essas as coisas mais importantes.


Acordar às 6h da manhã, fazer um café, arrumar-me para um dia nublado e frio, pegar um livro da minha estante, ler durante um tempo e sair às pressas por ter ficado tempo demais lendo.


Arrumar tudo para o gato antes de sair, ir para o trabalho… Horas depois voltar para casa.

Após um dia turbulento, finalmente um sofá para descansar, um gato para mimar e, mesmo estando exausta, ficar feliz de estar na companhia dele. Horas depois, tenho um sentimento de solidão que, não importa o que eu faça, não sai da minha cabeça. Mas foi minha escolha, né?!


Não era isso que eu queria? Ter uma vida sem ninguém para interferir?

Então, por que continuo me sentindo como se estivesse faltando algo? 

Por que esse sentimento está me incomodando tanto?


Não sei como responder a essas questões, como por um minuto está tudo bem e, de repente, tudo desmoronou de uma forma tão involuntária? O que preciso fazer para, ao menos, sentir-me um pouco melhor? Nada vem a minha mente além de ligar para minha irmã. Bom, depois de horas conversando, começo a me sentir um pouco melhor.


Me sinto bem com a minha própria companhia e lembro que tenho a quem recorrer se  algo parecido acontecer novamente. Mas, caso não aconteça, sei procurar maneiras de me reencontrar e lembrar que me ter como companhia é o que importa.

E para vocês, como é esse sentimento? Ele chega a ser difícil de lidar? Como lidam com tudo isso?

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

quarto